CORRIGIR PERDOANDO

sexta-feira, 18 de setembro de 2009 ·



”Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.”

João. 8,11 b


Devemos lembrar a passagem de Jesus Cristo pela terra em todos os seus feitos. Meditar com bastante sabedoria sobre tudo o que nos ensinou. Lembrar do seu sacrifício final pela humanidade. Seus ensinamentos foram revestidos de uma humildade jamais vista em tempo algum, são atitudes claras, diretas, simples, amorosas e corretivas. Tudo isto para o bem daqueles que ouvem e O aceita. Sentimos no ministério de Jesus, uma grande preocupação no “perdoar recuperando” Jesus ensinou amar, unir, perdoar, recuperar. Nunca matar, jogar fora, dividir ou isolar ou faltar a Palavra amorosa. Anunciar a Salvação é a nossa principal missão, não esquecendo nunca o perdão em primeiro lugar. É isto que vai nos proporcionar melhores condições para apresentar o bom trabalho que complementa o desejo do Senhor: Recuperar.


Não podemos omitir de forma alguma, que temos vivido tempos difíceis que nos levam a ver muitas injustiças, falta o amor, dedicação e perdão. Hoje isolamos ou jogamos fora facilmente um irmão sem praticarmos ardentemente o perdão, que é a correção real, restauradora, pregada por Jesus Cristo.


É fato, que bem lá dentro de nossas igrejas, encontramos multidões de problemas, dos mais simples aos mais complexos. Não poderíamos deixar de meditar sobre este assunto, pois os tempos em que vivemos, nos faz sentir todas estas situações. Percebe-se muita falta do preparo, da bondade e até mesmo da honestidade. Devemos meditar muito sobre nosso dever perante nosso senhor Jesus cristo, perante a Igreja. Neste momento, deixar um texto sobre este tema acreditamos ser saudável, pois sabemos, temos falhado muito em nossos deveres, nossos relacionamentos, principalmente quando faltamos boas atitudes para com o nosso próximo, nosso irmão.


Temos grande número de ministros, pastores, separados do seu rebanho, isolados por algo acontecido. Sabemos que muitos choram sem condições de se colocar apto a lutar pela justa Recuperação, falar assim não é uma critica e sim lembrar que temos mais um fora da batalha. Vivemos dentro de um sistema em que temos visto e sido testemunhas que nem sempre Jesus está á frente no comandando, pois não nos entregamos em condições para a obra. Grandes tribunais eclesiásticos são organizados movidos por este sistema que nos dirige, não fazemos uma apologia contra tribunais e sim a preocupação com a falta de amor que atinge a muitos.

Desta forma chegamos a uma preocupada pergunta: “Jesus Cristo tem sido o presidente de tribunais”. Em toda sua missão na terra Jesus Cristo nunca precisou organizar qualquer tribunal, sabiamente com os lábios banhados de amor e beleza dizia, como no evangelho de João cap. 8,11: nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais. Seria muito importante enfatizar “quem não tiver pecado atire a primeira pedra”, quantos tribunais poderão atirar a primeira pedra? Falamos em tribunal, pois o mesmo implica na correção dos fieis.


Não podemos abafar a Voz de Cristo a verdade. Temos inúmeras situações que não podem continuar com problemas mal resolvidos, assim desarticulamos cada vez mais nossas igrejas, afetando a vida de pastores, irmãos, oficiais e muitos líderes tão necessários para o trabalho do Reino de Cristo.


Jesus Cristo veio como nosso salvador, nosso pastor de ovelhas, veio ama-las, curar suas feridas tirara-las do abismo a que caiu, traze-la para o rebanho. Dar a vida verdadeira que foi proposta para ela e, que homem nenhum pode mudar seu destino.


A grande preocupação neste momento é a falta de correção na aplicação dos ensinamentos de Cristo. O amor, a dedicação no tratar do perdão. Cristo nos ensina a perdoar sempre, recuperando o ser humano, não existe um sequer diferente, todos são iguais. A hora para desfazermos injustiças, é hoje! Nunca deixar para o amanhã!

O exemplo deixado por Jesus nos leva a ter a obrigação e coragem de labutar ao lado da verdade, do sábio amor, que constrói vida em abundância. Jesus nos prepara para enfrentar com grande coragem, tantos problemas, exercitando o amor, praticando a justiça, o perdão, a misericórdia, sendo verdadeiro. Assim precisamos estar ajustados aos ensinamentos de Cristo. Jamais em tempo algum qualquer tribunal, qualquer sentença, qualquer procedimento que não reflita honestidade, correção, jamais superará o amor de Cristo.


Que nosso Deus todo poderoso sempre nos conceda sabedoria.



Diácono: Rilvan Stutz

Ministério Fruto do Espírito

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget

Passaram por aqui

Universal Translator

Meus visitantes amigos


contador gratis

Amigos do blog

Pesquisar este blog

Diretório de blogs

site viagens

BLOG AMIGO

Informe UNIÃO - Divulgando as maravilhas de Deus

PARCEIRO ABENÇOADO

Clique aqui

PARCEIRO AMIGO

Blog - Avante com Jesus

MIMO DA CRIS

Recadinhos Abençoados