AMOR DE CRISTO

terça-feira, 22 de dezembro de 2009 · 0 comentários


Conta-nos Dr. Gordon a história de Jorge Matheson, quando soube que estava condenado à cegueira.
Um jovem estudante atravessava a praça duma das antigas universidades escocesas, indo de caminho para o seu quarto no internato. Não se sentia bem. Seus olhos estavam fracos, o que tornava o trajeto difícil. Seguindo o conselho dum amigo, havia consultado um especialista em doenças da vista. O médico, depois de um exame minucioso, o avisara firmemente que havia de perder a visão em pouco tempo.
Um terrível soco entre os olhos não poderia tonteá-lo mais do que esta notícia. O seu coração estava perturbado. Perderia a visão!...
Todos os planos que tão esperançosamente arquitetara desfaziam-se na sua frente. Com a perda da visão ir-se-iam o ensino na universidade e todos os seus sonhos dourados. Perturbado, confuso, saiu do consultório médico apalpando o caminho como um sonâmbulo.
Jorge era noivo. Encaminhou-se em direção à casa da querida noiva, espe-rando, sem dúvida, alguma palavra de conforto para o coração dolorido. Como daria ele a triste noticia à moça que ele tanto amava e que prometera ser sua esposa? Seus planos estavam todos mudados; e como receberia ela a notícia?!
Quando lá chegou, contou-lhe em palavras brandas mas briosas a sua situação, sua mudança de planos, dizendo-lhe que ela teria liberdade para deci­dir segundo julgasse melhor. A noiva aceitou a liberdade!
A rejeição da noiva foi o segundo golpe. Pela segunda vez, saiu tristonho e sem enxergar o caminho em que pisava. O golpe parecia acima de suas for­ças, e a dor lhe sufocava o coração!
Mas não estava só. Alguém o aguardava e ternamente fortaleceu seu co­ração quebrantado, falando-lhe palavras amorosas e dando-lhe o bálsamo do conforto e do verdadeiro amor. O moço entregou-se nos braços do Verdadeiro Amigo e todas as dificuldades foram vencidas. Uma nova disposição o domi­nou, toman-do inteira e permanente posse de sua vida. E do seu coração que­brantado, mas cheio de conforto, saíram palavras de louvor e gratidão a Deus, o Amor que nunca muda sejam quais forem as circunstâncias.

( Coletânea - Natanael de Barros Almeida)

TORRADAS QUEIMADAS

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 · 0 comentários


*"Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve." Malaquias 3:18*


Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar.

E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro.


Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, lingüiça e torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.


Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.


Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse:


" Baby, eu adoro torrada queimada."


Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada.


Ele me envolveu em seus braços e me disse:


"Companheiro, sua mãe teve hoje, um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou um melhor empregado, ou cozinheiro!"


O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.


Essa é a minha oração para você, hoje:


Que possa aprender a levar o bem, o mal, as partes feias de sua vida colocando-as aos pés da cruz. Porque afinal, Ele é o único que poderá lhe dar um relacionamento no qual uma torrada queimada não seja um evento destruidor.


De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de

relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, e com amigos.


Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no seu próprio. Veja pelos olhos de Deus e sinta pelo coração Dele; você apreciará o calor de cada alma, incluindo a sua.


As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse.


Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as acolheu e valorizou.


Autor Desconhecido



AMOR NO LAR - CASAMENTO - FELICIDADE

terça-feira, 15 de dezembro de 2009 · 0 comentários


- Nunca fiquem ambos zangados ao mesmo tempo.
-Nunca lancem no rosto um ao outro um erro do passado.
-Nunca se esqueçam das horas felizes de quando começaram a se amar.
-Nunca se encontrem sem um gesto de boas-vindas.
-Nunca usem indiretas, quer estejam sozinhos, ou na presença de outros.
- Jamais gritem um com o outro, a não ser que a casa esteja pegando fogo.
- Procure cada um se esforçar ao máximo para estar de acordo com os desejos do outro.
-Seja a renúncia de si mesmo o alvo e a prática de cada dia.
-Nunca deixem o sol se pôr sobre qualquer zanga ou ressentimento.
- Jamais dêem ensejo a que um pedido razoável tenha de ser feito duas vezes.
- Nunca façam um comentário em público, que possa magoar o outro. Pode ser engraçado às vezes, mas fere.
- Nunca suspirem pelo que poderia ter sido, mas tirem o melhor partido daquilo que é.
- Não censurem nunca, a não ser que tenham a certeza de que uma falta foi cometida, e mesmo assim, falem sempre com amor.
- Jamais se separem sem palavras amáveis, nas quais pensem enquanto separados.
- Não deixem que nenhuma falta cometida fique sem ser confessada e perdoada.
- Não se esqueçam de que o lugar mais próximo do céu na terra é aquele em que duas almas se correspondem no altruísmo.
- Não fiquem satisfeitos enquanto não estiverem certos de que ambos estão trilhando o caminho estreito e reto, um ajudando o outro.
- Jamais se esqueçam de que o casamento foi estabelecido por Deus e que só a Sua bênção pode torná-lo o que deve ser.
- Não permitam que esperanças terrenas os distanciem do lar celestial.

( Trecho do livro: "Coletânea de Ilustrações Homilíticas" de Natanael de barros Almeida)

O ANEL

domingo, 13 de dezembro de 2009 · 0 comentários


Há muito tempo, numa cidade qualquer do interior, um jovem que vivia desanimado dirigiu-se ao seu professor:

- Venho aqui, professor, porque me sinto tão pouca coisa que não tenho forças para fazer nada. Me dizem que não sirvo para nada, que não faço nada bem, que sou lerdo e muito idiota. Como posso melhorar? O que posso fazer para que me valorizem mais?
O professor, sem olhá-lo, disse-lhe:
- Sinto muito, meu jovem, mas não posso ajudar. Devo primeiro resolver meu próprio problema. Talvez depois.
E fazendo uma pausa, falou:
- Se você me ajudasse, eu poderia resolver este problema com mais rapidez e depois talvez possa lhe ajudar.
- Claro, professor - gaguejou o jovem, logo se sentindo outra vez desvalorizado e hesitou em ajudar seu professor.
O professor tirou um anel que usava no dedo mínimo e deu ao garoto, dizendo:
- Pegue o cavalo e vá até o mercado. Devo vender esse anel porque tenho de pagar uma dívida. É preciso que você obtenha pelo anel o máximo possível, mas não aceite menos que uma moeda de ouro. Vai e volta com a moeda o mais rápido possível.
O jovem pegou o anel e partiu. Mal chegou ao mercado, começou a oferecer o anel aos mercadores. Eles olhavam com algum interesse, até quando o jovem dizia o quanto pretendia pelo anel.
Quando o jovem mencionava a moeda de ouro, alguns riam, outros saiam, sem ao menos olhar para ele. Só um velhinho foi amável, a ponto de explicar que uma moeda de ouro era muito valiosa para comprar um anel.
Tentando ajudar o jovem, chegaram a oferecer uma moeda de prata e uma xícara de cobre, mas o jovem seguia as instruções de não aceitar menos que uma moeda de ouro e recusava as ofertas.
Depois de oferecer a jóia a todos que passaram pelo mercado, abatido pelo fracasso, montou no cavalo e voltou. O jovem desejou ter uma moeda de ouro para que ele mesmo pudesse comprar o anel, assim livrando a preocupação de seu professor e, assim, receber ajuda e conselhos.
Já na escola, diante de seu mestre, disse:
- Professor, sinto muito, mas é impossível conseguir o que me pediu. Talvez pudesse conseguir duas ou três moedas de prata, mas não acho que se possa enganar ninguém sobre o valor do anel.
- Importante o que disse, meu jovem... - o professor disse, sorridente - Devemos saber primeiro o valor do anel. Pegue novamente o cavalo e vá até o joalheiro.
Quem poderia ser melhor para saber o valor exato do anel? Diga-lhe que quer vender o anel e pergunte quanto ele lhe dá. Mas não importa o quanto ele lhe ofereça, não o venda... Volte aqui com meu anel.
O jovem foi até o joalheiro e deu o anel para examinar. O joalheiro examinou o anel com uma lupa, pesou o anel e disse:
- Diga ao seu professor, se ele quer vender agora, não posso dar mais que 58 moedas de ouro pelo anel.
- 58 MOEDAS DE OURO!!! - exclamou o jovem.
- Sim, replicou o joalheiro, eu sei que, com tempo, eu poderia oferecer cerca de 70 moedas, mas se a venda é urgente...
O jovem correu emocionado à escola para contar o que ocorreu. Depois de ouvir tudo que o jovem lhe contou, o
professor disse:
- Você é como esse anel, uma jóia valiosa e única. E que só pode ser avaliada por um "expert". Pensava que qualquer um podia descobrir seu verdadeiro valor?
E, dizendo isso, voltou a colocar o anel no dedo.
Todos somos como esta jóia. Valiosos e únicos, andamos por todos os mercados da vida, pretendendo que pessoas inexperientes nos valorizem. Porém ninguém, além do Grande Joalheiro, nosso Deus e Pai, que deu Seu filho por amor de nós, sabe o nosso valor!

CARTA DE AMOR DO PAI

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009 · 0 comentários


Minha criança,
Tu podes não me conhecer, porém eu sei tudo sobre ti (Sl. 139.1)
Eu sei quando te deita e quando levanta-se (Sl. 139:2)
Eu conheço todos os teus caminhos (Sl. 139:3)
Até os cabelos de tua cabeça são contados (Mt. 10:29-31)
Tu fostes feito à minha imagem (Gn. 1:27)
Em mim tu vives e move-se, e tens existido (At. 17:28)
Por seres tu minha descendência (At. 17:28)
Eu já te conhecia bem antes da tua concepção (Jr. 1:4-5)
E te escolhi quando planejava a criação (Ef. 1:11-12)
Tu não és um erro, pois todos os teus dias foram escritos em Meu livro (Sl. 139:15-16)
Eu determinei a hora exata de teu nascimento e quanto deverias viver (At. 17:26)
Tu fostes feito de forma admirável e maravilhosa (Sl. 139:14)
E te formei no ventre de tua mãe (Sl. 139:13)
E te tirei do ventre da tua mãe no dia em que nascestes (Sl. 71:6)
Eu tenho sido mal-interpretado por aqueles que não me conhecem (Jo. 8:41-44)
Eu não me encontro distante nem estou furioso, porém sou a completa expressão de amor (I Jo. 4:16)
E é meu desejo gastar meu amor em ti, simplesmente porque és minha criança, e eu teu Pai (I Jo. 3:1)
Eu te ofereço mais que teu pai terrestre jamais poderia oferecer (Mt. 7:11)
Pois sou Eu, o Pai perfeito (Mt. 5:48)
Cada bom presente que recebes vem de minha mão (Tg. 1:17)
Pois sou Aquele que provê e encontra todas as tuas necessidades (Mt. 6:31-33)
Meu plano para teu futuro foi, desde sempre, preenchido com esperança (Jr. 29:11)
Pois Eu te amo com todo eterno amor (Jr. 31:3)
Meus pensamentos para contigo são incontáveis, como a areia da praia (Sl. 139:17-18)
E Eu me regozijo contigo em canções (Sf. 3:17)
E nunca irei parar de lhe fazer o bem (Jr. 32:40)
Pois és propriedade de Meu tesouro (Ex. 19:5)
Eu desejo me estabelecer em ti com todo meu coração e toda minha alma (Jr. 32:41)
E desejo lhe mostrar grandes e maravilhosas coisas (Jr. 33:3)
Se me procurardes com todo o teu coração, encontrar-me-á (Dt. 4:29)
Alegre-te em mim e Eu te darei todos os desejos de teu coração (Sl. 37:4)
Pois Eu é quem te coloco estes desejos (Fp. 2:13)
E sou capaz de fazer mais por ti do que jamais poderia imaginar (Ef. 3:20)
Pois sou Eu teu maior encorajador (II Ts. 2:16-17)
Eu sou o Pai que lhe conforta em todos os problemas (II Co. 1:3-4)
Quando estás quebrantado, Eu estou próximo de ti (Sl. 34:18)
Como um pastor que leva um cordeiro, Eu lhe tenho carregado junto ao coração (Is. 10:11)
Um dia irei secar cada lágrima de teus olhos e afastar de ti toda a dor que teve sofrido nesta terra (Ap. 21:3-4)
Eu sou teu Pai, e te amo tal como meu filho, Jesus (Jo. 17:23)
Pois em Jesus, meu amor a ti foi revelado (Jo. 17:26)
E Ele é a exata representação de Meu ser (Hb. 1:3)
Ele veio para demonstrar que Eu estou por ti, não contra ti (Rm. 8:31)
E para dizer que não estou contando teus pecados (II Co. 5:18-19)
Jesus morreu para que tu e Eu, então, pudéssemos nos reconciliar (I Co 5:18-19)
Sua morte foi o ultimato da minha expressão de amor por ti (I Jo. 4:10)
Eu desisti de tudo que amava para poder ganhar o teu amor (Rm. 8:31-32)
Se recebes o presente de meu filho Jesus, recebes a mim (I Jo. 2:23)
Então, nada irá te separar de meu amor novamente (Rm. 8:38-39)
Venha e irei Eu fazer a maior festa que nos céus já foi vista (Lc. 15:7)
Eu sempre fui teu Pai, e sempre serei teu Pai (Ef. 3:14-15)
Minha pergunta é... Serás tu minha criança? (Jo. 1:12-13)
Eu estou aguardando por ti (Lc. 15:11-32)

Com amor, do seu Deus e Pai, Todo Poderoso.


UMA MENINA CHAMADA EMY

domingo, 6 de dezembro de 2009 · 0 comentários


Emy era uma linda menina de 3 aninhos de idade. Ela morava em um lugar dos EUA, em frente ao mar. Sua família era cristã , eles iam todos os domingos à igreja e faziam culto doméstico. Emy era muito feliz! Ela amava sua família e admirava os olhos azuis de seu pai , sua mãe e seus irmãos. Todos na casa de Emy tinham olhos azuis. Todos..... menos Emy! O sonho de Emy era ter olhos azuis como o mar. Ah! Como Emy desejava isso!

Um dia, na escola dominical, ouviu a "tia" dizer: "Deus responde todas as orações".
Emy passou o dia todo pensando nisso.
À noite, na hora de dormir, ajoelhou ao lado de sua cama e orou:
"Papai do céu, muito obrigada porque você criou o mar que é tão bonito! Muito obrigada pela minha família! Muito obrigada pela minha vida! Gosto muito de todas as coisas que você fez e faz! Mas, gostaria de pedir, por favor, quando eu acordar amanhã, quero ter olhos azuis como os da mamãe! Em nome de Jesus, amém!"
Ela teve fé. A fé pura e verdadeira de uma criança. E, ao acordar no dia seguinte, correu para o espelho. Olhou... e qual era a cor de seus olhos?
Continuavam castanhos!!!
Por que Deus não ouviu Emy? Porque não atendeu seu pedido? Isso teria fortalecido sua fé?
Bem... naquele dia, Emy aprendeu que "não" também era resposta. A menininha agradeceu a Deus do mesmo modo, mas não entendia, apenas confiava.
Anos depois, Emy foi ser missionária na Índia. Ela "comprava crianças para Deus"( as crianças eram vendidas por suas famílias, que passavam fome, para serem sacrificadas no templo, e Emy as comprava para libertá-las desse sacrifício). Mas para poder entrar no "templo" da Índia, sem ser reconhecida como estrangeira, precisou se disfarçar como indiana; passou pó de café na pele, cobriu os cabelos, vestiu-se como as mulheres do local e entrava livremente nos locais de vendas das criaças. Emy podia caminhar tranquilamente em todo o "mercado infantil", pois aparentava ser uma indiana.
Um dia, uma amiga missionária olhou para ela disfarçada e disse: - Puxa Emy! Você já pensou como faria para se disfarçar se tivesse olhos claros como os de todos da sua família? Que Deus maravilhoso nós servimos! Ela lhe deu olhos bem escuros, pois sabia que isso seria essencial para a missão que lhe confiaria depois!
Essa amiga não sabia o quanto Emy chorado na infância por não ter olhos azuis...
Mas Emy pôde enfim, entender o porquê daquele NÃO de Deus há tantos anos!

Deus está no controle de tudo.
Ele conhece cada lágima que rolou dos seus olhos.
Ele sabe que, talvez, você quisesse "olhos de outra cor".
Ele ouve sim todas as orações.
Mas Ele responde a tudo de modo sábio.
Não precisa chorar se você ainda não foi atendido como gostaria.
Deus tem o controle de tudo.


"UMA COISA DISSE DEUS, DUAS VEZES A OUVI: QUE O PODER PERTENCE A DEUS" Sl 64.10

Ocorreu um erro neste gadget

Passaram por aqui

Universal Translator

Meus visitantes amigos


contador gratis

Amigos do blog

Pesquisar este blog

Diretório de blogs

site viagens

BLOG AMIGO

Informe UNIÃO - Divulgando as maravilhas de Deus

PARCEIRO ABENÇOADO

Clique aqui

PARCEIRO AMIGO

Blog - Avante com Jesus

MIMO DA CRIS

Recadinhos Abençoados